Uma volta ao tempo no Expresso Turístico da CPTM

Interessados em viajar no Expresso Turístico da CPTM que realiza passeios para Paranapiacaba e Jundiaí em uma locomotiva do século passado, podem aproveitar as vagas ainda disponíveis para o fim de ano.

Atualidades
1 mês atrás
Uma volta ao tempo no Expresso Turístico da CPTM

De acordo com a Companhia, para dezembro, ainda há algumas vagas disponíveis para o Expresso Paranapiacaba nos dias 22, 28 e 29/12. O Expresso Turístico também oferece viagens para Jundiaí, em que o público pode garantir alguns lugares na viagem do dia 7/12.

Os passeios são realizados aos sábados e domingos em uma locomotiva a diesel, modelo Alco RS-3 de 1952, resgatando todo o glamour das excursões férreas e permitindo que o passageiro embarque em uma viagem no tempo. Em Paranapiacaba, além da arquitetura, o visitante também poderá conhecer um pouco da história e da expansão da ferrovia brasileira.

Quem não conseguir uma poltrona nas férias de dezembro, ainda terá a chance de viajar no Expresso Turístico do mês de janeiro. O calendário dos passeios para o começo de 2020 será aberto na próxima semana. Por isso, fique atento às datas e programe sua viagem com antecedência. As datas e as vagas podem ser consultadas no site http://www.cptm.sp.gov.br/sua-viagem/ExpressoTuristico/Pages/Vagas-e-Calendario.aspx

Paranapiacaba

Na cidade, é possível visitar a Igreja de Bom Jesus, datada de 1889, a segunda locomotiva mais antiga do Brasil, que integra o acervo da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), além de diversos pontos turísticos e históricos. Para os aventureiros, Paranapiacaba também é conhecida por suas famosas trilhas, que oferecem opções tanto para os iniciantes como para profissionais, além do típico e original sorvete de cambuci – fruta cultivada na região rica em vitamina C.

Jundiaí

Há 60 km da capital, o roteiro de Jundiaí passa pela Linha 7-Rubi e também rememora a história da ferrovia paulista. Na cidade, que é conhecida pelas suas vinícolas, é possível perceber a influência italiana e também conhecer diversos pontos turísticos, como o Museu Ferroviário da Companhia Paulista de Estradas de Ferro, que recebeu o nome de “Barão de Mauá”, e a Serra do Japi, que integra as belezas naturais de Jundiaí.

Como comprar o ingresso

Os bilhetes da CPTM são vendidos das 9h às 18h, todos os dias, nas bilheterias das estações da Luz e Prefeito Celso Daniel-Santo André. Eles contemplam exclusivamente a viagem de ida e volta e incluem somente um dos três destinos. O preço unitário da passagem para qualquer um dos roteiros é de R$50 (ida e volta), exceto para o embarque na Estação Prefeito Celso Daniel-Santo André, com destino a Paranapiacaba, que sai por R$44.

No entanto, na compra de quatro passagens, os descontos podem chegar até 25%. O valor do transporte de bicicletas é de R$7,00, lembrando que o serviço é exclusivo para o roteiro de Mogi das Cruzes. Vale ressaltar que os ingressos da CPTM contemplam somente a viagem a um dos três destinos. Roteiros complementares devem ser adquiridos diretamente nas agências de turismo das cidades visitadas. No caso de Paranapiacaba, o trem faz uma pausa para embarque na Estação Prefeito Celso Daniel-Santo André. Os percursos têm duração de aproximadamente 1h30.

Criado em 2009 pela CPTM e pela STM (Secretaria dos Transportes Metropolitanos), o serviço oferece 174 poltronas dividias em dois carros de passageiros, feitos de aço inoxidável. Fabricados no Brasil pela Budd – Mafersa nos anos 1960, eles foram cedidos pela ABPF e restaurados nas oficinas da CPTM. Hoje, acomodam confortavelmente os turistas e dispõem de espaço reservado para cadeiras de rodas, que conta com cintos de segurança e ancoragem de cadeira

Bilheterias
Estações da Luz e Prefeito Celso Daniel-Santo André
De segunda a domingo, das 9h às 18h

Com informações da CPTM

Regional News

Com seriedade, respeito e compromisso com o leitor, o REGIONAL NEWS se propõe a preencher a lacuna existente no eixo LAPA – JUNDIAÍ, fechando parcerias e viabilizando o maior órgão de imprensa regional.

Buscar a verdade sempre, independente das forças e interesses contrários que a vida pública possa apresentar, sem jamais discriminar raça, credo, religião, posição sócio-econômica ou outras.

Vamos Bater um Papo?